Compredendo o suicídio

Todo suicídio é uma tragédia e, até certo ponto, um mistério. O suicídio geralmente decorre de um profundo sentimento de desesperança.

A incapacidade de ver soluções para os problemas ou de lidar com circunstâncias desafiadoras da vida pode levar as pessoas a ver tirar suas próprias vidas como a única solução para o que é realmente uma situação temporária, e a maioria dos sobreviventes de tentativas de suicídio vive uma vida plena e gratificante.

A depressão é um fator de risco chave para o suicídio; outros incluem transtornos psiquiátricos, uso de substâncias, dor crônica, história familiar de suicídio e uma tentativa anterior de suicídio. A impulsividade frequentemente desempenha um papel entre os adolescentes que tiram a vida deles. (Para saber mais sobre os fatores de risco, consulte Saúde mental ou Influências sociais, econômicas e genéticas.) Por outro lado, a prevenção é a melhor estratégia de enfrentamento. Identificar os sinais de um comportamento suicida é fundamental para antecipar o ato e salvar vidas. Além disso, é preciso conscientização da população como campanhas do Setembro Amarelo que desmistificam o problema e o trata como questão de saúde pública.

 

 

 

Osmar Ramos – psicólogo
CRP: 0322237

 

PREVENÇÃO

Escolha alguém de sua confiança e conte a fase que está passando

AJUDA PROFISSIONAL

Osmar Ramos é psicólogo clínico, pós-graduado em Gestalt-Terapia e avaliação psicológica

PROGRAMAS

O site experiências PSI tem programas que auxiliam nesse prevenção, conheça nosso catálogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *