Existencialismo

A existência.

A existência é concebida a partir do nascimento, segundo o existencialismo sartriano, o ser nasce do nada para ser livre. A existência é o ser no mundo, o sujeito se constrói num meio social, econômico e cultural e a parti de suas escolhas ele encontra e realiza sua essência que é a própria liberdade. A filosofia existencialista trás uma concepção onde o homem nasce sem nenhuma essência, e essa vem a se traduzir na sua vida, o que o sujeito é, vai depender das escolhas que ele virá a fazer. O existencialismo produz sua discussão em torno da liberdade do sujeito, em desdobramento aos conceitos existências anteriores. Então tudo é produzido e o que não for, é para os existencialistas como má-fé, ou seja, isso acontece quando o sujeito se apropria de comportamento e valores já existentes. Entre o nascimento e a liberdade há a angustia permanente que faz com que o sujeito sempre se questione sobre sua liberdade e suas dicotomias.  

A existência precede a essência, primeiro o homem existe e depois ele vai se constituindo a parti de suas escolhas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *