Formas de violência e a função do terapeuta na redução de danos para a vítima

o terapeuta pode proporcionar efeitos de promoção da saúde às vítimas de várias formas de violência.

A violência é um fenômeno que está presente em toda a sociedade, da mais sutil como uma omissão, até a mais letal como o homicídio. Segundo a lei Maria da Penha, a violência é um ato que causa dano à vítima. Essa definição pode ser estendida, por meio de uma interpretação analógica, a todas as circunstâncias sociais nas quais a violência está presente. Dessa maneira, as formas de violência são múltiplas e muitas vezes difíceis de serem identificadas. Nessa dinâmica, o terapeuta tem função promotora de saúde às vítimas das variadas formas de violência.

Uma ofensa verbal, uma omissão de socorro, o Bullying, a retenção de bens nas relações de domésticas e familiares, uma discussão no trânsito. Esses eventos guardam em comum o fato de originarem de um ato de violência. A vítima, por sua vez, sofre o dano físico e também (ou até mais grave) os danos psicológicos. como o medo, baixa autoestima, comportamentos disfuncionais e retraimento nas relações interpessoais. Em meio a tais relações abusivas e as formas de enfrentamento, surge a figura do psicólogo como agente que acolhe e direciona a vítima para suas potencialidades.

O psicólogo com sua escuta é capaz de visualizar e promover novos caminhos para às diversas vítimas. A escuta qualificada sempre será uma premissa mestra no trabalho terapêutico. Ela envolve um conjunto de qualificações que o possibilita a manusear os elementos e significados que o paciente apresenta em novas ferramentas para uma nova postura diante dos problemas.

Infelizmente, as formas de violência são uma realidade. Mas o psicólogo aparece como ator capaz de reduzir danos e promover saúde; não obstante, isso não basta. É preciso um trabalho articulado entre órgãos públicos, iniciativa privada, sociedade e profissionais de saúde com o intuito de prevenir tais eventos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *