O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira

Valorização, inclusão, estigma persistente, políticas sociais, respeito aos direitos humanos.

           As doenças mentais estão em um grupo periférico se comparadas a outras doenças. Quando se diz que determinado indivíduo estar com pneumonia, por exemplo, o sentimento coletivo (mas não de todos) difere daquele associado a um indivíduo com doença mental. Então, o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira ainda é forte. Dessa maneira, deve-se considerar a cultura de desvalorização das pessoas com transtornos mentais, bem como a insuficiente política de inclusão social desse grupo.

 

 

Osmar Ramos
Psicólogo
CRP 03/22237

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *