Um pouco mais sobre ansiedade

A ansiedade pode se apresentar de várias formas em nosso cotidiano (no corpo, na mente e nas relações). Ela pode ser a causa de desordens psicológicas como dificuldade de concentração, problemas de memória, indisposição, irritabilidade, síndrome do pânico, mau humor, depressão e ,inclusive, distúrbio alimentares. No entanto, há uma boa notícia que é tangenciada quando o assunto é ansiedade.


Veja como ela está presente em nossas vidas.
Porém, exitem notícias boas, ela não é o terror que muitos pregam! Sim, ela tem uma função conversadora.
Então se você ou alguma pessoa próxima não está sabendo lhe dá com a ansiedade, é bom ter essa informação 😊.

Agora, se ela compromete o bom funcionamento do nosso corpo e de nossas relações de modo a resultar nas mais diversas doenças, nesse caso precisamos de estratégias para acolhe-la amorosamente.

Vemos, muitas vezes, nos diagnósticos, a fala: “não é nada, é apenas emocional.” Mas se é emocional, é alguma coisa! As emoções são muito importantes para nós e representam um aspecto significativo das nossas vidas.

A melhor maneira de diminuir a ansiedade é colocá-la no devido lugar é conhecer a si mesmo, ouvir o próprio corpo e reconhecer nossos próprios limites.
Sei que parece receita pronta, mas vá por mim, não é. Muitas vezes é uma tarefa difícil e aí começa o sofrimento. 😟

Dessa forma, você poderá não só evitar situações que você já sabe que tem ansiedade, mas você também saberá como se fortalecer para encarar situações adversas.

Tenha amor por você! Cuide-se com carinho e paciência, não faça mal a você, provavelmente não faria mal a outras pessoas, por que então aceitar o mal provocado a si?

🙏🏿🙏🏿

Osmar Ramos
CRP: 0322237

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *