Um pouco sobre os testes psicológicos

Os testes psicológicos são procedimentos sistemáticos de observação e registro de amostra de comportamentos e respostas de indivíduos, que possuem como objetivo descrever e/ou mensurar diversas características.

A Resolução n° 002/2003 do Conselho Federal de Psicologia define requisitos mínimos que os instrumentos devem possuir para serem reconhecidos como testes psicológicos. Os principais são: considerar os princípios e artigos previstos no Código de Ética Profissional dos Psicólogos; respeitar as diferenças sociais, culturais e multifatoriais; e avaliar tudo aquilo que possa estar interferindo nas relações de trabalho, no processo de exclusão social e desemprego. Estes requisitos lhes conferem um alto rigor científico. 

Há, ainda, outros dois critérios fundamentais na validação de testes psicológicos: validade e fidedignidade. Validade é quando o teste realmente mede aquilo que se propõe a medir. Já a fidedignidade, garante a sua precisão e reprodutibilidade.

Além disso, eles passam por revisões periódicas e, devido a sua complexidade, são uso exclusivo dos psicólogos.

Por sua vez, os testes não-psicológicos (testes de revistas, por exemplo) são feitos com base na opinião de um grupo restrito de pessoas, sem passar por avaliações, ou levar em consideração os requisitos anteriormente mencionados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *